BR de Fernando de Noronha será reformada

BR de Fernando de Noronha será reformada

Plano de revitalização da BR de Noronha vai demandar uma articulação logística de grandes proporções

Foi publicado nesta terça-feira, 07, no Diário Oficial da União, o aviso de licitação para a contratação da empresa que executará os serviços de manutenção e reforma dos 7km de extensão da BR 363 de Fernando de Noronha. A obra, que será realizada sob coordenação da Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes DNIT/PE, está orçada em R$ 8 milhões e também contemplará 120 metros de pista lateral do Porto de Santo Antônio.

“Depois de forte articulação com o Ministério dos Transportes, o DNIT de Pernambuco e a Secretaria Estadual de Transportes conquistamos a liberação de recursos para recuperação de toda a BR 363. Há mais de 20 anos a rodovia não passa por uma obra de tamanha importância. No final deste mês receberei o ministro de Transportes, Maurício Quintela, que fará uma visita técnica à ilha. É, sem dúvida, um dos maiores feitos da gestão”, disse o Administrador Geral Luís Eduardo Antunes.

No final do ano passado dois técnicos do DNIT estiveram em Fernando de Noronha para avaliar a situação da BR 363/Miguel Arraes e auxiliar a Administração da ilha na elaboração do projeto de reforma. O material utilizado para a obra provém do continente e será levado ao arquipélago por navio de carga.

“A pista é o principal acesso às praias, áreas urbanas, a ilha como um todo. Alguns trechos já estão necessitando de intervenções, essa obra vai trazer condições de segurança para o tráfego. Somos um dos destinos indutores do turismo de Pernambuco, recebemos visitantes de todos os lugares do mundo. Estamos investindo pesado na área de infraestrutura para receber ainda melhor o turista e melhorar a qualidade de vida da população”, completou Luís Eduardo.

A BR 363 é considerada uma das menores do Brasil. Corta a ilha de uma ponta a outra, iniciando no Porto de Santo Antônio até a Baía do Sueste. É o principal trajeto do arquipélago que interliga lugares importantes como o aeroporto, áreas urbanas, estradas vicinais e os acessos as praias.

A construção da BR 363 foi autorizada em 1974, com o início da obra na vigência do Território Federal Militar, construída pelo 4º Distrito do Departamento Nacional de Estardas e Rodagens – DNER. Durante décadas a rodovia manteve-se com problemas estruturais. Foi somente após a reintegração a Pernambuco que aconteceram melhorias definitivas nas condições de percursos para veículos de passeio ou carga, transporte coletivo e pedestres.

Compartilhar

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *